Entenda como a pesquisa de mercado pode impactar o seu negócio

Agora você pode identificar quais demandas ainda não são atendidas pela concorrência

Entenda como a pesquisa de mercado pode impactar o seu negócio

A pesquisa "Sobrevivência das Empresas no Brasil" realizada pelo Sebrae, revelou que um terço dos negócios no país acabam falindo em um período de até dois anos. 

A falta de um bom planejamento estratégico é um dos fatores que afetam o crescimento das empresas, principalmente nos primeiros anos de vida, quando qualquer decisão pode definir o sucesso ou até mesmo o fracasso da organização.

Para permanecerem competitivas neste cenário corporativo tão instável, as empresas precisam de informações sólidas sobre a concorrência, o público-alvo e até mesmo seu próprio negócio – que possam auxiliá-las na tomada de decisões a curto, médio e longo prazo. 

Mas qual instrumento utilizar para minimizar incertezas e ajudá-las a tomar o rumo certo?

De agora em diante você entenderá como a pesquisa de mercado pode lhe ajudar a definir as melhores estratégias para o seu negócio. 

Entendendo a pesquisa mercadológica

Basicamente, essa ferramenta tem o propósito de oferecer aos empreendedores os subsídios necessários para que possam conhecer a fundo o seu mercado de atuação ou, até mesmo, testar uma nova ideia. 

Por meio dela, é possível identificar com mais clareza as ameaças, oportunidades e os aspectos a serem melhorados para atingir os resultados esperados. 

Esse tipo de estudo é de grande relevância, pois possibilita conhecer todos os personagens que possuem influência positiva ou negativa nos resultados da organização. Veja abaixo as principais informações que a metodologia pode oferecer:

Conhecer o perfil dos clientes por meio do comportamento do consumidor, seus hábitos de consumo, estilo de vida, nível de escolaridade, faixa-etária, renda per capita, entre outros aspectos;

Observar os fornecedores em relação à política de vendas, distribuição e qualidade dos produtos e serviços, bem como o comparativo entre os seus potenciais parceiros;

Dimensionar o mercado, analisando questões culturais, o perfil da população e os segmentos de maior predominância;

Identificar novas tendências e tecnologias, estudando como elas podem ser inseridas no contexto da empresa para aprimorar os processos e alavancar os resultados;

Avaliar o desempenho dos produtos e serviços continuamente, observando seus diferenciais frente às demais companhias e como eles podem gerar lucro para a organização;

Compreender o atual panorama econômico e social, identificando os fatores que podem prejudicar (como a recessão) ou ajudar (aumento da escolaridade) no progresso corporativo;

Descobrir as novidades que mais despertam o interesse dos atuais e potenciais clientes. 

Essas são apenas algumas das perspectivas que podem ser verificadas. Portanto, não hesite em coletar o maior número de dados possíveis e analisar outros aspectos importantes para as tomadas de decisões.

Como realizar uma pesquisa de mercado? 

Até o momento, já deu para compreender como essa ferramenta pode contribuir para a definição de melhores estratégias empresariais e ainda ir de encontro às expectativas do público. Mas você sabe como desenvolvê-la? 

Para que o estudo traga os resultados esperados pela companhia, antes de qualquer coisa, é de suma importância que ele esteja embasado em informações claras e confiáveis.

Confira abaixo os sete passos para a construção de uma análise de mercado bem estruturada: 

1. Determinar a finalidade da pesquisa: por exemplo, encontrar novas tendências de mercado para aplicá-los em seu próprio negócio

2. Definir o público-alvo: por meio da coleta de dados, pode ser realizado de duas maneiras:

• Dados primários: diretamente com o público-alvo por meio de entrevistas presenciais, grupos focais e questionários online. 

• Dados secundários: por intermédio do diagnóstico de terceiros, realizados por organizações públicas ou privadas, como: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgãos públicos e instituições setoriais confiáveis. 

3. Estabelecer o tamanho da amostra: ou seja, apresentar uma média de quantas pessoas irão respondê-la.

4. Desenvolver um roteiro básico: reúna os aspectos necessários para identificar as preferências e necessidades dos consumidores, bem como a inclusão de informações gerais sobre o produto ou serviço. 

5. Construir um questionário: baseado nas perguntas já avaliadas. Em geral, as informações mais levantadas estão relacionadas a três áreas específicas:

• Dados demográficos – Faixa etária, sexo, religião, profissão, grau de escolaridade, religião, etnia e classe social.

• Perfil psicográfico – Líder ou liderado, extrovertido ou introvertido, conservador ou liberal, dentre outros. 

• Comportamento – Frequência de uso do produto ou serviço, necessidades ou vantagens procuradas, periodicidade da compra, custo x benefício, entre outros.

6. Aplique o questionário com seu público: a penúltima etapa é a uma das mais significativas do processo. Nesta hora, é imprescindível ser isento e não dar nenhum direcionamento aos entrevistados (em casos da coleta de dados primários).

7. Selecione as principais informações: elas devem ser extraídas do questionário e da análise dos feedbacks.

Há diversas maneiras de realizar um estudo mercadológico, sendo que as etapas acima são apenas algumas das possibilidades de aplicá-la em sua empresa. 

Hoje em dia, a internet pode ser considerada uma grande aliada na busca por informações seguras sobre o segmento, encontradas em plataformas como: Google Trends, Google Analitycs e Facebook Insights. 

Como utilizar os dados coletados para impulsionar o negócio?

Após a construção da pesquisa de mercado e com as informações em mãos, a empresa precisa definir quais decisões serão tomadas de agora em diante para impulsionar seus resultados. 

Confira algumas vantagens que a ferramenta pode proporcionar:

Oportunidades de mercado 

É possível enxergar novas possibilidades no ramo de atuação e, a partir de então, explorá-las com a oferta de novos produtos e serviços. Também fica mais fácil identificar quais são as companhias concorrentes e quais benefícios elas têm oferecido aos parceiros. 

Opinião dos consumidores 

O ponto de vista dos clientes talvez seja o fator de maior relevância para o crescimento dos negócios, pois são eles que constroem a reputação da marca, positiva ou negativamente. Por meio do estudo é possível medir a satisfação dos consumidores a fim de fidelizá-los.

Crescimento da receita

Identificar falhas e desperdícios no negócio, pode resultar em um aumento expressivo na receita. Dessa forma, o que antes era jogado fora, hoje pode servir como matéria-prima para a produção de novos itens. 

Identificar como está a imagem da marca

A partir da análise mercadológica, a organização consegue observar como está a sua imagem frente ao mercado de atuação, além de entender como ela tem estado presente no dia a dia da população.

Veja também 5 Metodologias Ágeis para adotar na gestão de projetos.

Coloque o seu negócio nos trilhos

A pesquisa de mercado é a estratégia que estava faltando para colocar a sua empresa no caminho certo. 

Com foco na opinião dos clientes e embasada em informações seguras, ela tem sido uma grande aliada na tomada de decisões, permitindo a realização de investimentos pontuais e certeiros.

Se você acredita no potencial da sua organização, saiba que essa ferramenta pode oferecer informações valiosas para otimizar suas ações e proporcionar um crescimento sustentável do seu negócio!

Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! 

Veja também: O que é Análise Preditiva e como utilizar na tomada de decisões?

Chat
Email
Telefone