5 Metodologias Ágeis para adotar na gestão de projetos

Eficiência e agilidade são os principais benefícios do Scrum, Kanban, Lean, Smart e FDD

5 Metodologias Ágeis para adotar na gestão de projetos

A adoção de Metodologias Ágeis se tornou cada vez mais importante nos processos organizacionais, principalmente na gestão de projetos que exigem entregas coerentes, rápidas e em prazos curtos.

Com o mercado mais competitivo, as empresas buscam novas técnicas e abordagens que os diferenciem dos demais e agreguem maior valor ao cliente com seu produto final.

Para que isso ocorra, elas devem acelerar os processos produtivos e alinhar equipes autossuficientes capazes de realizar projetos inovadores, focando em gerar melhorias contínuas.

O que são Metodologias Ágeis?

As Metodologias Ágeis são um conjunto de técnicas que contribuem para o processo de gestão de projetos com maior agilidade, interação e entregas com prazos curtos.

Através dessas abordagens, os resultados são mensurados por meio de um produto finalizado. O modelo Agile é baseado em ciclos iterativos e incrementais, trazendo flexibilidade e adaptabilidade aos projetos.

Esse método busca integrar a comunicação entre equipes seguindo um único objetivo, de forma a otimizar os processos e aumentar a eficiência do seu negócio.

Uma característica importante é a supervisão e adaptação dos ciclos, partindo de objetivos e metas flexíveis que podem mudar durante o projeto.

Benefícios das Metodologias Ágeis

A implantação desses métodos melhora a eficácia no desenvolvimento e gerenciamento de projetos na sua empresa, trazendo muitas vantagens em relação às abordagens tradicionais.

1. Adaptabilidade

Foco na entrega de valor para o cliente na construção do projeto. Etapas do processo em ciclos curtos, permite aprovação mais rápida das entregas.

2. Flexibilidade e produtividade

Sem processos burocráticos, as equipes de produção têm maior autonomia e procedimentos mais simplificados, aumentando a produtividade e flexibilidade na busca de alternativas para solucionar problemas de forma assertiva.

3. Colaboração entre equipes

Envolver equipes é o objetivo dos métodos ágeis. Squads e grupos multidisciplinares devem trabalhar em conjunto na busca de soluções em um ambiente colaborativo e motivador. Afinal, o relacionamento no cotidiano cria laços entre as pessoas e pode influenciar o projeto.

4. Comunicação

Outra vantagem é a comunicação do início ao fim do projeto. Com o Kanban, por exemplo, é possível estabelecer o diálogo e troca de ideias entre as pessoas e melhorar a interpretação das informações, evitando ambiguidades durante o processo.

5 métodos ágeis para gerenciar projetos e equipes

1. Scrum

O Scrum é uma das metodologias ágeis para a gestão de projetos que otimiza procedimentos entre equipes, além de aumentar a produtividade a assertividade.

A implantação do Scrum nas empresas permite a criação de soluções inovadoras e agiliza os processos operacionais e administrativos, resultando-se mais rápidas e com qualidade.

Ele é capaz de facilitar o trabalho e acompanhar o status do projeto, possibilitando o cumprimento dos prazos, simplificando a continuidade dos processos, qualidade e transparência.

É muito importante que o Product Owner (líder) entenda todos as qualidades e defeitos da sua equipe, para que cada integrante tenha seu papel bem definido.

O líder do projeto deve criar listas de objetivos e definir as Sprints para garantir que a entrega apresente um bom resultado e alta performance antes da entrega.

Saiba mais sobre a Metodologia Scrum para a gestão de processos ágeis na indústria.

2. Lean

Esse método é muito utilizado nas startups e linhas de produção, indicado para projetos reduzidos e mais objetivos.

Sua finalidade é identificar e eliminar os desperdícios dentro de uma organização ou na realização de projetos de forma eficiente.

O Lean resulta na redução de custos, diminuição da complexidade das atividades realizadas, melhorando as entregas, produtividade dos colaboradores e compartilhamento das informações.

3. Kanban

O Kanban é um dos métodos mais ágeis e simples utilizados em equipes podendo ser utilizado em qualquer tipo de projeto. Composto por checklists, ele oferece uma visão ampla do que está sendo desenvolvido.

Ele é dividido por etapas de evolução, permitindo que a organização dos processos seja feita de uma forma visual. Elas são:

• To Do: atividades que precisam ser realizadas;

• Doing: atividades que estão sendo realizadas;

• Done: atividades que já foram finalizadas, avaliadas e aprovadas pela equipe.

Acompanhar essa lista de atividades é crucial para o bom funcionamento do método, evitando gargalos e atrasos do projeto.

O método pode ser usado também para a gestão de estoque e produção, eliminando excessos de produtos nos armazéns.

4. Smart

O método Smart é uma boa alternativa para criar projetos realistas e possíveis de serem atingidos por sua empresa. Ele segue cinco pilares, sendo eles:

S – Significa specific, no qual sua meta deve ser bem específica e objetiva;

M – Significa measurable, no qual sua meta deve ser mensurável, com números exatos para provar a eficiência do processo;

A – Significa attainable, no qual as metas estabelecidas devem ser desafiadoras e alcançáveis para a equipe;

R – Significa relevant, no qual as metas devem ser relevantes para o resultado da organização ou processo;

T – Significa time-related, no qual é preciso definir um deadline para a entrega do projeto, a fim de estimular o time.

5. Feature Driven-Development (FDD)

O FDD é um método focado no desenvolvimento do produto por funcionalidades, diferente do Scrum, dividido em 2 etapas: planejamento e construção.

O planejamento é o momento de criar um modelo e especificar principais informações sobre o projeto, listando suas funcionalidades.

A construção é a etapa em que as funcionalidades serão desenvolvidas de forma cíclica e incremental, ou seja, cada ciclo gera um novo incremento (nova funcionalidade).

É importante frisar que, ao final de cada ciclo, eles são supervisados para eliminar gargalos e consolidar os aprendizados.

Projeto e colaboração: união essencial! 

Um projeto não é nada sem uma equipe engajada e um ambiente favorável. Antes de implementar essas metodologias, faça uma análise SWOT da sua empresa, identificando os pontos positivos e negativos e adote uma nova cultura na sua organização.

O que acha de adotar essas metodologias na sua empresa? Compartilhe nas redes sociais!

Veja também: Squads: tudo que você precisa saber para criar equipes produtivas.

Chat
Email
Telefone