Conheça a ferramenta que otimiza a intralogística da sua indústria

O WMS reduz a taxa de retrabalhos e contribui com o aumento da receita

intralogistica_WMS

A busca contínua pela excelência na qualidade dos produtos e serviços comercializados, atrelada à exigência cada vez maior dos consumidores, tem feito com que as organizações voltem a atenção para a importância do gerenciamento dos processos logísticos. 

Você sabia que o crescimento das vendas via e-commerce é um dos principais responsáveis pela preocupação das empresas quanto à logística? Na realidade, a verdadeira mudança está ocorrendo na área de logística interna – também conhecida como intralogistica, logística in house ou Logística de Armazenamento e Movimentação de Materiais.

A todo instante, diversas pessoas ao redor do planeta adquirem produtos online e, para que as empresas consigam entregar essa quantidade gigantesca de mercadorias no prazo estabelecido, é imprescindível que haja uma gestão de tarefas precisa ainda no chão de fábrica. 

Conheça a ferramenta Warehouse Management System (WMS) e entenda como ela pode transformar a logística interna da sua companhia.

O que é a intralogística? 

Ao se pensar em logística, logo nos vem à mente os processos externos relacionados ao controle de transportes e o fluxo de materiais entre a empresa e seus fornecedores. No entanto, antes de chegar nessas etapas, foi necessário gerenciar a logística interna. 

É nessa fase que ocorre todo o controle do fluxo de armazenagem de materiais, que vai da matéria-prima ao produto acabado. A intralogistica tem como função administrar toda a cadeia de distribuição das mercadorias, analisando suas especificidades, qualidades e os prazos de entrega, a fim de proporcionar aos clientes uma boa experiência de compra. 

Como a logística integrada é composta por inúmeros processos, controlá-los um a um é uma tarefa quase impossível. Para solucionar esse problema, as empresas precisam investir em ferramentas que tenham a capacidade de automatizar e integrar as etapas, como é o caso do WMS.

Por que devo utilizar o WMS?

Já imaginou uma indústria que precisa localizar produtos, realizar a contagem de mercadorias e controlar a quantidade de insumos disponíveis em estoque por meio de processos totalmente manuais? Talvez microempresas até consigam dispor de tempo para isso, mas médias e grandes organizações não dão conta de controlar tantos processos com eficiência, em meio a milhares de itens.

Para resolver essas questões, foi desenvolvida a solução WMS, também denominada de Sistema de Gerenciamento de Armazém. Seu principal objetivo é administrar todas as atividades relacionadas à intralogística – como controle de estoque, picking, rastreabilidade, dentre outras – de maneira autônoma.

Conheça os 8 processos que envolvem o WMS na Logística de Armazenamento e Movimentação de Materiais:

1. Controle de chegada: consiste no controle da chegada e saída da matéria-prima na empresa por meio da identificação do motorista, a placa do veículo e o horário de acesso ao depósito.

2. Conferência: nesta fase, ocorre o recebimento do documento de entrada do produto no local de armazenagem – que pode ser importado por meio do Eletronic Data Interchange (EDI). 

3. Armazenagem: é o momento de identificar no sistema o local correto em que a mercadoria será alocada.

4. Separação ou movimentação (Picking): agrupamento dos produtos em grupos, respeitando as demandas do setor de picking. Com o WMS, é possível verificar as posições das mercadorias no armazém, evitando acidentes e danos aos itens.

5. Reabastecimento: a ferramenta analisa onde não há mercadorias no depósito, com o objetivo de reabastecê-las o quanto antes.

6. Separação: esta etapa consiste em um dos processos mais delicados dentro da fábrica, pois cada operação necessita de um determinado tipo de armazenagem para a preservação dos itens – por exemplo, no caso dos alimentos, alguns necessitam de refrigeração e outros não. 

7. Expedição (Packing): o processo de expedição consiste no empacotamento dos produtos, que podem ser individuais ou em cargas paletizadas. Nesta fase, o sistema WMS auxilia no desenvolvimento de etiquetas de identificação, dentre outras atividades. 

8. Inventário: antes da mercadoria sair do estoque para ser transportada ao cliente, a solução auxilia na contagem de todos os itens do pedido, conforme a classificação de materiais (curvas ABC, PQR, XYZ, 123). 

Entendendo a ferramenta

Com a utilização desse sistema, gestores e colaboradores conseguem controlar, de maneira eficiente e em tempo real, todas as atividades inerentes ao armazenamento e movimentação de materiais. 

Por meio da coleta de informações – principalmente com o auxílio do código de barras – a ferramenta tem a capacidade de monitorar cada fase da cadeia de suprimentos, gerando relatórios precisos sobre cada produto.

De maneira automatizada o WMS verifica o status de cada pedido, prevendo possíveis falhas e diminuindo drasticamente o percentual de erros. Por último, a ferramenta ainda adianta pedidos, simula prazos de entrega e soluciona rapidamente problemas referentes a atrasos e devolução de mercadorias.

Confira como aumentar a capacidade do seu armazém com o WMS Collector.

Benefícios do sistema para o seu negócio

Até o momento, já deu para entender um pouco sobre o funcionamento da ferramenta WMS dentro das empresas, mas ainda não mencionamos seus reais benefícios para as indústrias.

Para deixar ainda mais clara a importância dessa solução, confira agora as principais vantagens do Sistema de Gerenciamento de Armazém e descubra como ele pode ser um grande aliado no crescimento da sua organização:

Diminuição de retrabalhos: gerando redução significativa de custos;

• Integração de processos: da entrada do produto até a sua saída, tudo é monitorado pela ferramenta;

• Otimização na separação dos produtos: todos os itens ficam perfeitamente classificados e organizados;

• Mapeamento total do armazém: todas as mercadorias podem ser facilmente acessadas através de etiquetas de identificação;

• Otimização na gestão de processos: todas as tarefas são realizadas automaticamente e em tempo real;

• Aumento da credibilidade: com a redução de contratempos, os clientes ficam mais confiantes e satisfeitos;

• Mais integração: os colaboradores ficam por dentro de todos os processos realizados, prevendo erros e sugerindo melhorias contínuas. 

• Maior competitividade: com o gerenciamento assertivo dos processos, a empresa conseguirá estar à frente da concorrência, tornando-se mais competitiva no mercado. 

Esses são apenas alguns dos benefícios proporcionados pela ferramenta no controle da cadeia de suprimentos. Para integrar ainda mais a intralogística com os demais setores da organização, é interessante contar com o apoio de um software de gestão que já disponha do WMS, para que, posteriormente, a companhia não se preocupe com a aquisição de novos módulos. 

Quer saber mais sobre como gerenciar de maneira assertiva o seu armazém? Descubra agora por que utilizar software de gestão no controle de estoque.

Chat
Email
Telefone